filé de peixe

o rapaz apresentável
tinha cheiro de mar
e era o mais fresco da feira
em toda extensão da pele, sal
no fundo dos olhos, brilho
o papel que o envolvia
trazia notícias do dia
e mistérios das bandas de lá
vou preparar ainda hoje, pensei
acertei no aconchego
mandei sentar
servi sua taça
água pra refrescar
vinho pra embriagar
quem sabe esquentar
deixei de molho
manuseei seu corpo
com meus olhos fechados
senti sua escamas
sua pela lisa e molhada
cozinhei à vapor
marinei com limão
temperei no azeite
flambei no conhaque
enrolei na folha de bananeira
passei sal grosso
pré aqueci o forno
preparei o pirão
torrei a farinha
ajeitei a mesa
e uh la la!
já estava no ponto
me lambuzei
me acabei em sua carne
segurei com as minhas mãos quentes
devagar
com suspiro
degustei como se fosse o último prato da vida
estava tão saboroso
que me deu um suador
me estirei no chão
e acendi um cigarro
o rapaz apresentável
com cheiro de mar
era o mais fresco da feira
lavou a loça
passou um café
e queria se casar
embrulha esse, moço!
embrulha esse moço!

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “filé de peixe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s