Sem categoria

o mapa que me levaria para você

hoje pela noite
só consegui pensar em você
enquanto ouvia os pingos
que saem da goteira que tem no meu quarto
eu teimava tentando imaginar
um barulho parecido com a sua voz
fiquei observando a goteira
as manchas de água formavam mapas
estampavam esquinas continentes fronteiras
e pensar que fisicamente estamos distantes
mas ficamos tão próximos quando
consigo dobrar o mapa
estendido sobre meus joelhos
isso é tão bonito
quanto uma mágica
que é capaz de enganar
nossos olhos dentro de uma fração de poucos segundos
eu quis desenhar novos mapas
colocando nossas localizações próximas
uma sobrepondo a outra
mas sou péssima desenhista
uma terrível intérprete de mapas
e fui muito mal nas aulas de cartografia
então me restou
voltar a escrever
e enquanto escrevia
pensava “que desgraça”
não é vazio
nem cheio
ficar pensando em você.

Anúncios
Padrão
Sem categoria

palácio

teu sorriso
como um
sol poente
fico demente
toda vez que te vejo
aguardo impaciente
fico na espera
de que as palavras
pulem da minha boca
como soltam os cabelos
presos no pente
me tremo só de pensar
no teu corpo presente
a língua fica quente
a perna quer alcançar
aquilo que é rente ao pé
o chão
quente
já cansei de imaginar
a gente se misturando
feito aguardente
coisas químicas
uma mistura ardente
bem al dente
no calor sincero
que nem carece fala
apenas sente
me tente
tô doida esperando
o dia em que
vou te ouvir dizer:
vem. entre.
me esquente.

Padrão